Flávia Belettini
Norma Eliete - Opinião dos remédios e dietas da moda ( ex: da sopa, do abacaxi)?
Flávia Belettini – Os "medicamentos para emagrecer" são inibidores de apetite e por si só não emagrecem, mas em alguns casos, quando necessário, podem ser usados como coadjuvantes, juntamente com a reeducação alimentar e a prática regular de atividades física. Só devem ser usados com supervisão médica, visto que, tem contra-indicações e provocam diversos efeitos colaterais. Já as "dietas da moda" são inadequadas nutricionalmente; se usadas com freqüência causam diversas alterações metabólicas, tais como, anemia, perca de massa muscular, deficiência de vitaminas e minerais, diminuição do metabolismo basal, dificultando, assim, a perca de peso e a manutenção do indivíduo saudável, debilitando o bom funcionamento do sistema imunológico.

NE – Existe uma dieta que sirva para todos?
FB – Não, não existe uma dieta padrão que possa atender a todos os indivíduos, visto que, estes têm idades, biotipo, rotinas completamente diferentes. Sendo assim, a dieta deve ser individualizada para atender as necessidades especificas de cada um. O que podemos generalizar são as quantidades de macronutrientes que devem ser consumidas ao dia por indivíduos saudáveis, sendo de 55 a 60% de carboidratos, 25 a 30% de lipídeos e 15% de proteínas, de uma forma geral.

NE – Como está a atuação do nutricionista em Vitória da Conquista?
FB – Existe uma boa atuação do profissional da cidade, mas ainda existem muitos campos de atuação que tem essa lacuna aberta. Os ambulatórios públicos, o PSF e municípios menores ainda carecem da presença do nutricionista. Principalmente atuando na prevenção de doenças e na reeducação da população de uma forma geral.

NE – Citar campos de atuação da nutrição.
FB – O profissional de nutrição atua em diversas áreas:
Na educação, como responsável técnico da merenda escolar ou ministrando aulas em cursos técnicos ou de nível superior.

No marketing, divulgando produtos especializados para terapia nutricional.

Na nutrição clínica, que compreende hospitais, clinicas especializadas, consultório particular, ambulatório, e home care (atendimento especializado em domicilio).

Na produção, atuando como responsável técnico e supervisionando unidades de alimentação, tais como, restaurantes, refeitórios hospitalares, supermercados, entre outros. Infelizmente, a maioria da população associa o nutricionista à perca de peso (quando quer emagrecer) mas, o profissional é habilitado para prevenir e tratar diversas patologias tais como diabetes, hipertensão, nefropatias, cardiopatias entre outras, visando a saúde e a melhor qualidade de vida para qualquer paciente. Eu atuo principalmente na nutrição clínica, em hospitais e consultório; ministro aulas de nutrição e trabalho na Dietmed com marketing e suporte nutricional com as dietas especializadas da Nestlé.

NE – Qual a diferença entre nutricionista e endocrinologista?
FB – O endocrinologista é o profissional que , de forma geral, trata o paciente de forma medicamentosa ou com intervenção cirúrgica; quando há necessidade de prescrição de insulina e ou hipoglicemiantes orais para diabéticos, por exemplo, é o endocrinologista quem deve prescrever e acompanhar. Já o nutricionista, trabalha com prevenção e tratamento das patologias através das propriedades do alimentos de forma quantitativa e qualitativa. Por isso, quando falamos em reeducação alimentar (deita), é o nutricionista quem deve prescrever e acompanhar, pois é habilitado para isto.

NE – O que você diz da obesidade infantil?
FB – Uma criança obesa tem 40% de chances a mais de tornar-se um adulto obeso e ter diversas patologias associadas, quando comparada a uma criança magra. Sabemos que a obesidade tem um fator genético muito importante mas, mas os hábitos de vida também interferem bastante, como a alimentação e a atividade física. Hoje em dia a obesidade infantil vem crescendo de forma expressiva, eu associo muito desse crescimento ao estilo de vida do mundo globalizado; as pessoas trabalham várias horas por dia, muitas vezes em mais de um emprego, com isso a alimentação saudável fica cada vez mais distante dando vez aos produtos congelados, prontos para consumo ou fast foods, ou seja, alimentos com alto teor calórico e ricos em gorduras saturadas. Além disso, a exaustão diária interfere na prática de atividade física regular que fica muitas vezes exclusiva dos finais de semanas, "os atletas de final de semana". Atualmente as crianças passa mais tempo sentadas diante de um computador ou fazendo diversos cursos que não tem tempo para brincadeiras fisicamente ativas, como andar de bicicleta ou jogar bola...precisamos rever nosso estilo de vida para a saúde da população mundial futura!!!!

NE – Deixe um conselho para quem quer ter uma vida saudável.
FB – É importante que tenha a prática de atividade física, uma alimentação balanceada e um momento de lazer.



Publicidade

  • slide1
  • slide2
  • slide3

Vídeos



  • slide1
  • slide1
  • slide3
  • slide4